Ricardo Faustino co-autor de estudo sobre esclerose múltipla numa destacada revista internacional

 

O Professor Ricardo Faustino, Coordenador da Licenciatura em Imagem Médica e Radioterapia e Presidente do CrossI&D: Lisbon Research Center, é co-autor de um importante estudo sobre esclerose múltipla em idade pediátrica, na destacada revista científica internacional Frontiers in Neuroscience.

 

O artigo intitulado, "Clinical predictors of NEDA-3 one year after diagnosis of pediatric multiple sclerosis: an exploratory single-center study", põe em evidência “a importância fulcral que uma abordagem terapêutica precoce e mais eficaz pode ter no controlo da atividade da doença". Este estudo sugere que a presença de anticorpos anti-EBV (Epstein-Barr vírus), possa estar relacionada com uma evolução menos favorável da doença, mesmo num estado muito precoce.

 

A esclerose múltipla (EM) é uma doença inflamatória e desmielinizante do sistema nervoso central que pode ser diagnosticada em idade pediátrica (<18 anos) em 3-5% dos casos. Este início precoce está associado a taxas de recaída mais elevadas e a uma progressão mais precoce para incapacidade neurológica. Utilizando os critérios de No Evidence of Disease Activity-3 (NEDA-3), o artigo pretende identificar preditores clínicos associados à ausência de atividade da doença e ao controlo da progressão da doença 12 meses após o diagnóstico num grupo de doentes com EM de início pediátrico (EMSP) seguidos regularmente.

 

Artigo completo: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fnins.2023.1259306/full

 

 

ESSCVP Notícia