Desafio "Arte em Osteopatia"

 

A Área de Ensino de Osteopatia lançou um desafio aos seus estudantes: ilustrar alguns dos conteúdos programáticos de Osteopatia. O objetivo é estimular a aprendizagem de forma dinâmica e não convencional, na forma de um desafio mensal sobre um tema pré-definido. O desafio não é apenas uma forma de estimular os estudantes, mas também uma apresentação do osteopata como profissional de saúde à comunidade de saúde e civil.


Construir, visualizar e descrever uma imagem, obrigam a uma interpretação e conhecimento que ficam mais enraizados na memória. Partilhar é também pertencer à comunidade, e competir de forma saudável é ajudar no desenvolvimento e expressão dessa comunidade. “Da comunidade Osteopática fazemos todos parte”.

 

Fevereiro - O Rim

 

Fevereiro foi dedicado ao rim. Do 4º ano do curso de licenciatura participaram a Miriam Recto, a Carolina Mendes e a Beatriz Maria, já no 2º ano de licenciatura aceitaram o desafio a Sofia Reis, a Carolina Lebreiro e o Luís Correia.

 

Participantes:

 

Desafio aceite! Muito bom para rever fisiologia, recordar sistema urinário, rim e nefron.

Obrigado Prof. Bruno!

 

Miriam Recto, 4º ano, Osteopatia

 

 

O Rim é um órgão muito importante para o equilíbrio do organismo, tem funções de regulação, filtração e excreção. Para conseguirmos compreender todo este processo, para aperfeiçoar e afunilarmos o nosso diagnóstico, primeiro é necessário sabermos e revermos a anatomia e fisiologia renal! Há melhor maneira do que uma imagem para consolidar e rever matéria? Muito obrigada professor Bruno! Sempre a motivar!

 

Carolina Mendes, 4º ano, Osteopatia

 

 

Este desafio permitiu-me rever e consolidar a anatomia do rim bem como aprofundar a fisiologia do mesmo. Penso que o desenho em esquema é uma ferramenta bastante útil para compreender facilmente a função do rim e qual a sua importância na regulação da homeoatase do corpo humano.

 

Beatriz Maria, 4o ano, Osteopatia

 

 

Desenhando o Rim, pude desenhá-lo na minha memória e visualizá-lo de uma outra forma. Assim, registei a sua complexidade do geral para

o particular e nas múltiplas funções que desempenha, sendo um orgão vital para o nosso organismo.

 

Sofia Reis, 2o ano, ESSCVP

 

 

Disruptindo o conceito de estudo, fomos desafiados a sair da zona de conforto e desenhar, de forma livre, o que soubéssemos do Rim. Comummente relacionamos este órgão à sua função excretora, mas é na sua função homeostática que conhecemos a sua verdadeira importância. No desafio lançado conseguimos, através do desenho, chegar a um entendimento prático das variadas etapas que ocorrem no rim e ganhar um novo entendimento da importância fulcral que o mesmo apresenta, após uma procura de conhecimento verdadeiro e completo.

 

Carolina Lebreiro e Luís Correia, 2o ano, ESSCVP Lisboa

 

 

ESSCVP Notícia